Semana Nacional de Ciência e Tecnologia traz ciclo com 30 palestrantes

Imprimir PDF

Uma das principais atrações da Semana Nacional de Ciência, Tecnologia (SNCT), que, na Bahia, tem como epicentro o grande evento promovido nas instalações do Senai Cimatec, é o Ciclo de Palestras. Este ano, os dois primeiros - 19 e 20 - dos quatro dias de Semana serão dedicados às apresentações de 30 renomados painelistas, que devem ser conferidas, principalmente, por estudantes, mas, também, por pesquisadores, inventores e curiosos.

Se depender dos números da edição passada, o sucesso do Ciclo de Palestras, resultado de uma parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/BA), está garantido. Ao todo, os painéis trazem oito tópicos que perpassam pelo tema central da SNCT 2016, ‘Ciência Alimentando o Brasil’, e por assuntos relacionados à Ciência e Tecnologia e Inovação. Com formato diferente do aplicado em 2015, quando reuniu mais de 5.500 pessoas, cada painel reúne, não apenas um painelista, mas um grupo de palestrantes. Deste modo, durante a sessão, o público vai poder conhecer diferentes pontos de vista, dados por profissionais com grande expertise na respectiva área de atuação. 
 
A inscrição em qualquer uma das palestras que integram o Ciclo pode ser feita através do endereço eletrônico http://www.secti.ba.gov.br/snct/site/palestras. Na edição anterior, os estudantes tiveram mais de 24 horas de carga horária para utilizarem como atividade complementar. Em 2016, novamente, a Secti oferece a certificação para aqueles que participarem dos painéis. Nos dias de Ciclo, também será possível se registrar e participar das palestras que ocorrerão, sempre, às 10h, 14h, 16h e 19h. 
 
1º dia do Ciclo (19 de outubro)
 
Na quarta-feira (19), as exposições têm o teor voltado, especialmente para o tema central da Semana, com exceção da primeira palestra do dia, que discute se ‘A sua empresa é uma startup?’. A partir das 10h, quatro empreendedores desbravam as questões por trás de um grupo de pessoas à procura de um modelo de negócios repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza.
 
Participam desta primeira palestra Tulio Cerviño, diretor da startup incubada no Parque Tecnológico da Bahia 4i Engenharia; Matheus Ladeia, criador do site Pastar, que permite que o produtor rural encontre ofertas de pastos para alugar e, então, poder deslocar seu rebanho durante a estiagem; Yuri Berezovoy, engenheiro que criou o patinete elétrico Surfer; e Anna Luísa Beserra, proprietária da Safe Drinking Water For All (SDW), que pretende levar a melhor solução no tratamento da água para as pessoas, principalmente de comunidades carentes do sertão nordestino. 
 
Há outros três debates neste dia. Às 14h, Braúlio Barreto, engenheiro eletricista que investiu nas pipocas gourmet Las Palomitas; Bruna Machado, ganhadora do prêmio Ideias Inovadoras da Fapesb (2015), com embalagens biodegradáveis feitas a partir de crustáceos; e Renato Souza Cruz, pós-doutor em Embalagens Ativas e Inteligentes discutem sobre ‘Embalagens Criativas’. 
 
Já às 16h, ‘Alimentos Inovadores’ são foco das falas do chef Beto Pimentel, dono do restaurante Paraíso Tropical; de Camila Duarte Ferreira, desenvolvedora de um azeite de dendê para microencapsular compostos bioativos; de Elisa Teshima, doutora em Ciência e Tecnologia de Alimentos e professora da Universidade Estadual de Feira de Santana; e, por fim, de Ubiratan Sales, proprietário da fábrica de acarajés e abarás congelados H20.
 
No início da noite, às 19h, Emerson Barreto, um dos sócios da empresa TW2, criadora do sistema utilizado para a venda de alimentos nas Olimpíadas Rio 2016; Rodrigo Ladeira, pós-doutor pela New York University, na área de Marketing Social; a jornalista e fotógrafa Natácia Guimarães; e Jeferson Carlos, sócio da Rangobox, startup baiana com a missão de tornar fácil a refeição semanal através do agendamento de delivery online, dão dicas de ‘Como Vender Comida na Internet (19h)’.
 
2º dia do Ciclo (20 de outubro)
 
O segundo e último dia de Ciclo traz temas mais subjetivos, em contraponto aos assuntos mais práticos apresentados no primeiro dia. Dividem o painel ‘Energia renovável para o seu negócio’ (10h), o mestre em Engenharia de Bioprocessos Abraão Peixoto, com ampla experiência industrial em bioengenharia para produção de combustíveis renováveis; Rafael Valente, sócio da startup Civil Eco; Maria Gabriela da Rocha, chefe de Novos Negócios no Brasil da First Solar; Csaba Sulyok, sócio fundador da startup Condomínio Solar; e Stéphane Pérée, sócio proprietário da Enersol Brasil, líder em instalações de painéis fotovoltaicos na Bahia.
 
A palestra sobre ‘Agroindústria e Agricultura Familiar’ (14h) é liderada por Jerônimo Rodrigues, engenheiro agrônomo e secretário de Desenvolvimento Rural (SDR) da Bahia; Marco Lessa, dono da marca Chocolate de Origem (Chor); Roberto Lessa, CEO do Grupo Aurantiaca, detentor da água de coco Obrigado; Mário Mendes, sócio da marca Cacauait; e Carlos Estevão Leite, pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.
 
Já ‘Economia Colaborativa’ (16h) vai ser tratada por Rodrigo Paolilo, CEO do Grupo Rede Mais; Vicente Aguiar, sócio-fundador da Colivre, cooperativa de tecnologias livres nascida na Bahia; Hugo Saba, gerente de Pós-Graduação e Coordenador da Agência UNEB de Inovação; e João Pedro Bahiana, presidente da Associação dos Jovens Empreendedores (AJE) da Bahia. A última palestra do Ciclo vai abordar o tema ‘Quem Inova tem Financiamento’ (19h), discutido por Otto Alencar Filho, presidente da Agência de Fomento da Bahia (Desenbahia) e Lázaro Cunha, diretor de Inovação da Fundação de Amparo à Pesquisa da Bahia (Fapesb).
 
Semana
 
Maior evento de iniciação científica e tecnológica do país, realizado, desde 2004, pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), a Semana registra participação do estado baiano em todas as edições. Na 13ª, não será diferente e a Bahia, por intermédio da Secti, vai ofertar uma gama extensa de atrações. Além do Ciclo de Palestras, os visitantes poderão conferir estandes, o Maker Space e uma Praça da Ciência, montada, especialmente, para a SNCT. Na programação, consta, ainda, a visita guiadas aos laboratórios ultramodernos do Senai Cimatec.
 
Neste ano, o evento conta com o apoio da Braskem; Grupo Neoenergia (Coelba); Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás); Banco do Nordeste; Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); MCTIC; Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia; além das secretarias estaduais de Infraestrutura (Seinfra) e Educação (SEC).
 
Informações adicionais sobre a Semana podem ser conferidas no site http://www.secti.ba.gov.br/snct.